Turbulent Currents

Christoph Brünggel

Grande Vazamento in Bemposta Christoph Bruenggel

Para a exposição Inquietação – Arquitetura e Energia em Portugal, Christoph Brünggel foi convidado a criar uma instalação sonora que ecoe as experiências multifacetadas com centrais hidroelétricas no Vale do Douro. Para ativar a sua instalação Turbulent Currents na noite de abertura da exposição, ele toca um conjunto de sons ao vivo de diferentes paisagens energéticas. Durante a performance, combina sons hidroelétricos de Portugal e dos Alpes suíços com os de uma central geotérmica na Islândia, de uma central de resíduos para energia na cidade de Zurique, e de turbinas eólicas na Galiza.

Esta performance sonora faz parte do seu trabalho contínuo de arquiteturas, tecnologias e paisagens de produção de energia – como topologias que são, num certo sentido, não locais porque são inabitáveis, muitas vezes vedadas e mesmo zonas perigosas. Ao mesmo tempo, porém, estas geografias são de grande importância para a sociedade e, portanto, classificadas como infraestruturas críticas. Para este trabalho, Brünggel explorou sonoramente as emissões das máquinas, a conversão das energias e a estrutura arquitetónica das instalações através de gravações de campo. Ao combinar estas gravações ao vivo com sons gerados eletricamente e concebidos a partir de um sintetizador analógico modular, ele cria uma composição destinada a refletir a exploração humana de forças fluidas mais do que humanas, como a água, o calor, o ar e a eletricidade.

Exposição Relacionada

Data
Título
Artistas
Curadoria
Galeria
17.11.2022
– 26.03.2023
Inquietação. Arquitetura e Energia em Portugal
Lara Almarcegui, ateliermob, Christoph Brünggel, Nuno Cera, Marina Pinsky, Nuno Vasconcelos
common room
Galeria Avenida da Índia