Ciclo Budapeste – Catarina de Oliveira

Catarina de Oliveira

Catálogo da exposição A Devorar o Contíguo de Catarina de Oliveira, com a participação de Amandine Guruceaga, que decorreu na Galeria Quadrum entre 28 de maio e 24 de junho de 2016. Esta exposição fez parte do Ciclo de Budapeste, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa em parceria com o município de Budapeste. Este programa possibilita a dois artistas portugueses a realização de um trabalho artístico em Budapeste, durante um mês, e a dois artistas húngaros a realização de um trabalho artístico em Lisboa, com igual duração. Contém documentação fotográfica das obras expostas, incluindo vistas de exposição, e um texto de José Marmeleira.

A Devorar o Contíguo desafia o espetador a pensar a ancestralidade que o ato artístico partilha com as crenças, a sua relação com os materiais, com as paisagens envolventes, com outras temporalidades, a lembrar a arte como metamorfose, alquimia. Assim se podem acolher as chapas de cobre O Xamã de Tassili n’Ajjer e As gentes do Planalto de Ennedi. Representam, respetivamente, pinturas rupestres que podem ser visitadas num planalto da Argélia e no deserto do Saara, na parte da República do Chade. E, transfiguradas pela intervenção da Catarina de Oliveira, tanto remetem para as divindades como para esses gestos, transversais a civilizações e culturas, que são o de desenhar, de representar, de dar a ver.”

-José Marmeleira

ler mais
ler menos

Exposição Relacionada

Data
Título
Artistas
Curadoria
Galeria
28.05.2016
– 24.06.2016
A Devorar o Contíguo
Catarina de Oliveira
Galeria Quadrum