Sem pressa de chegar

Sara Chang Yan

Esta publicação resulta da exposição homónima, apresentada ao público entre 10 de maio e 25 de agosto de 2019 na Galeria da Boavista. Com textos do artista João Queiroz e dos curadores Sara Antónia Matos e Pedro Faro. Edição titular de carácter de excecionalidade, considerando que cada exemplar conter uma intervenção distinta da artista.

“Cada obra de Sara Chang Yan forma-se assim, a partir do eu está entre o visível e o invisível, o material e o imaterial, o tangível e o infinito. Cada desenho gera evidências e momentos de consciência, não tanto sobre a figura de objectos ou sobre a sua representação, mas sobre as suas qualidades, propriedades internas, movimentos e vibrações que antecedem a forma. Será que aquilo que lhe interessa e que procura materializar é anterior ao pensamento?”
–Sara Antónia Matos e Pedro Faro

“Mais do que sentirmos que se acrescentaram dimensões ao desenho, sentimos que não sabemos assim tão bem o que é uma dimensão. O tratamento total do espaço é coerente com esta ambiguidade. Não se trata apenas de um continente, é também um grande hiperplano, cuja indistinção entre bidimensionalidade e tridimensionalidade não temos verdadeiramente um nome. Somos levados a pensar e a sentir um objecto que perpassa o espaço como sendo um recorte, ou um recorte, ou incisão na superfície, como sendo um objecto no espaço.”
–João Queiroz

ler mais
ler menos

Exposição Relacionada

Data
Título
Artistas
Curadoria
Galeria
10.05.2019
– 25.08.2019
Sem Pressa de Chegar
Sara Chang Yan
Sara Antónia Matos e Pedro Faro
Galeria da Boavista