Ciclo Budapeste – André Romão

André Romão

Catálogo da exposição individual de André Romão, que decorreu na Galeria Quadrum entre 20 de fevereiro e 3 de março de 2013. Esta exposição fez parte do Ciclo de Budapeste, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa em parceria com o município de Budapeste. Este programa possibilita a dois artistas portugueses a realização de um trabalho artístico em Budapeste, durante um mês, e a dois artistas húngaros a realização de um trabalho artístico em Lisboa, com igual duração. Contém documentação fotográfica das obras expostas, incluindo vistas de exposição, e um texto de José Marmeleira.

“A propósito de ambivalência, as esculturas de André romão têm uma relação peculiar com o minimalismo. Significam diante de um corpo, diante de uma presença humana; e a eventual ilusão pictórica que provocam não foi um efeito interdito ao próprio minimalismo. Mas não reivindicam o seu absolutismo da forma e da geometria austera, nem a unidade e a neutralidade que lhe estiveram associadas. Sugerem antes uma relação com um imaginário cultural e político, extravasam a narrativa contida no objeto. “Não acredito na autonomia dos objetos. Há [aqui] uma referência crítica ao minimalismo. Um ato de assumir o caráter narrativo e de projeção nos objetos. Numa obra de arte tudo é uma projeção, os materiais, as dimensões. Evocam coisas, referem eventos”.”

-José Marmeleira

ler mais
ler menos